Back to online life

outubro 13, 2009

Voltei!

Mudança feita, casa arrumada, internet instalada.

A partir de amanhã novos posts no Carioca, minha gente.

Inté.

Anúncios

Mudança

julho 16, 2009
caixas e mais caixas

caixas e mais caixas

Eu sumi porque estou mudando de casa…e mudança vocês sabem bem como é!

Mas eu volto. Em breve.

Com um post sobre a Ilha de Páscoa e com vários posts sobre Milano.

Beijos. Comportem-se. Ou não.


SaporBio Milão

junho 11, 2009

Para quem estiver pela cidade no fim de semana de 12 a 14 de junho, uma boa dica é a feira de produtos biológicos que acontecerá no Parco Sempione, a SaporBio

A entrada é pela Viale Gadio (atrás do Castello Sforzesco) e além de stands com exposição de produtos biológicos tem também uma área de recreação para crianças e diversas outras coisas.

Vale a pena conferir!

Espero vocês lá!


Tanto mar…

junho 4, 2009

Dia 08 de junho é dia dos Oceanos. E a Lúcia Malla  sugeriu que fizéssemos posts nesta semana sobre a nossa relação com o mar…

Ilha de Páscoa, praia de Anakena. Oceano Pacífico

Ilha de Páscoa, praia de Anakena. Oceano Pacífico

Eu sou carioca. E morei a maior parte da minha vida perto do mar. Indo e vindo da universidade, do trabalho, de saídas com amigos, eu passava em frente ao mar. Da minha infância eu tenho inúmeras recordações que envolvem o Opala amarelo que minha mãe tinha repleto de crianças indo para praia…depois, maiorzinha, indo para praia de ônibus com as amigas. Mais tarde ainda indo de carro.  Lembro do telefone tocando e eu acordando para atender já com a certeza que seria um convite para ir para praia.

Embore eu adore o mar, sofro do “mal de mar” e passo muito mal em barcos. Mas o amor ao mar me fez enfrentar inúmeros enjoos para trabalhar em uma ilha. Só porque era perto do mar.

Tenho o objetivo de conhecer todos os oceanos e mares. Já conheço o Atlântico (dããã), o Pacífico,  o mar Mediterrâneo…falta o Oceano Índico e outros tantos mares.

Aqui em Milão é o mar a coisa que mais me faz falta. O cheiro do mar. O sal na pele.  A vida de quem vive perto do mar…o jeito descontraído, as roupas informais, a possibilidade de estar de saco cheio e ir ver o mar para melhorar o humor.

Viver longe do mar e conviver com pessoas que nunca viveram perto dele é um aprendizado e tanto. Quem nunca viveu perto da praia não tem idéia da falta que ele faz. E os milaneses dizem, sem dó de mim: “em agosto a gente vai um fim de semana para a praia!”

Só em agosto? E só UM fim de semana?

HUMPF!


I tifosi…

maio 17, 2009
Tifosi do Inter na Piazza Duomo. Foto: www.repubblica.it

Tifosi do Inter na Piazza Duomo. Foto: http://www.repubblica.it

 

Ontem, com a derrota do Milan, matematicamente o Inter (o timão do coração do meu marido) ganhou o campeonato italiano.
 
Marido enlouqueceu, sobretudo pq o Milan perdeu e deu a vitória ao Inter, pq a rivalidade é tipo Flamengo e Vasco no Rio.
 
Mais de meia noite fomos nós pra Piazza Duomo depois de ver na TV que os torcedores tavam indo pra lá.
 
Milhares de pessoas, todo mundo fazendo festa, bandeira, camisas, cornetas… Marido com a camisa oficial que eu dei pra ele de Natal (com o número e o nome do Ibrahimovic, aliás, ele que não pense em sair do Inter, pq a camisa me custou os olhos da cara!) e uma bandeira na mão, enlouquecido.
 
Encontrei com a professora com quem trabalhei na universidade aqui,  ela e o marido devidamente paramentados tb!
 
Quando a gente tava indo embora vimos todo mundo correndo pra um lado. Eu já achando que era briga, bala perdida, arrastão. A pessoa sai do Rio mas o Rio não sai da pessoa. Que nada! Era um Ônibus aberto em cima (tipo aqueles de turistas) com o time do Inter! Isso era já uma e meia da manhã.
 
Marido enlouqueceu mais um pouco,  estávamos bem pertinho do ônibus, eu gritei em português : “Dá-lhe Julio Cesar” (o goleiro brasileiro do Inter, aquele que é casado com a Susana Werner) e ele ouviu e me deu tchau,  e eu fiquei me achando *A AMIGA* do Julio Cesar! Os italianos gritavam: RUULIO, RUUULIO (pq eles pronunciam o J como se fosse R, como em espanhol!).

Eu ficava ouvindo os gritos de guerra e me divertindo horrores…o que eu mais gostei foi o grito contra o Ambrosini (um jogador do Milan, que há dois anos atrás, qdo o Inter ganhou o campeonato italiano e o Milan ganhou o campeonato europeu, ele pegou uma faixa dos torcedores do Milan onde tinha escrito: Inter, o “scudetto vocês podem enfiar no C%$%”. Bom, o tal jogador ganhou a antipatia mortal dos tifosi do Inter, né?).  Daí que ontem tinha uma faixa escrito: “Ambrosini, no nosso c¨% ainda tem espaço”, ahahaha.
 
Eu nem gosto de muvuca, fico meio apavorada, mas marido tava tão feliz, parecia menino…
 
Algumas observações:
 
1- Nunca vi tanto homem bonito por metro quadrado. Meu Padim Padi Cícero
 
2- Não vi NENHUMA briga. NENHUMA. Todo mundo civilizado.
 
3- NENHUM assalto, nada. O pessoal com câmera, filmadora, bicicleta…
 
4- Um monte de criança. Os pais levaram as crianças com camisa, bandeira e tal. Tudo na maior tranquilidade. 

 5- Já falei que tinha homem bonito? Ah, tá…
 
Então essa é mais uma história pra minha vida de milanesa. Adorei a experiencia antropológica em meio aos “tifosi” (torcedores) milaneses! Agora só falta assistir uma partida no San Siro.


conhecendo…

abril 20, 2009
Galleria Vittorio Emanuele

Galleria Vittorio Emanuele

Dizem que Milão não tem muita coisa para ver além das boutiques chiquérrimas! Comparado a Roma e Florença é até verdade…mas com um pouco de boa vontade você também poderá ver coisas bacanas e bonitas por aqui.

Primeira parada, lógico, DUOMO. O metrô pára lá. Linha amarela e linha vermelha, fermata (que quer dizer parada, ponto) DUOMO. Daí você sai da estação do metrô e dá de cara com aquilo tudo…olhe tudo com calma. Olhe as portas, pelo amor de Dadá, olhe bem aquelas portas. E entre. É grátis (eu já tive que pagar para entrar em igreja). Tem os vitrais, e se você for absolutamente sortudo e tiver sol por aqui, você vai ver que lindo que é lá dentro…

Dê a volta e pague 7 euros para subir. Deixa de ser mão de vaca, é só uma vez na vida! Suba, e aprecie sem moderação o teto do Duomo. Todas aquelas esculturas lapidadas no mármore, a cidade vista lá de cima. Vale a pena.

E já que você está ali no centro mesmo, entre na Galleria Vittorio Emanuele. Olhe para o teto e para o chão. As lojas todas, os restaurantes (se você não quer gastar muita grana com comida, não coma ali!). Atravesse a Galleria e chegue até o Teatro Scalla…

E para o Teatro alla Scala Scalla  eu vou escrever um outro post. Porque vocês merecem 🙂

(obrigada Yuri, eu sempre erro nas duplas consoantes. SEMPRE!)

Links úteis:

Duomo de Milão: www.duomomilano.it

Galleria Vittorio Emanuele: http://www.milanoweb.net/galleria-vittorio-emanuele.htm

Teatro Scala: www.teatroallascala.org

Mapa metrô em Milão: http://www.nbts.it/milano/mappa_metropolitana_1.htm


Chegando…

abril 9, 2009
teto da Duomo

teto da Duomo

 

Eu cheguei em agosto.

Agosto é verão aqui. Então Milão vira cidade fantasma. Todas as pessoas saem de férias. Até hotel fecha. Impressionante!

Como era início de agosto ainda achei algumas coisas abertas. Então tratei logo de dar entrada no meu permesso di soggiorno. E aqui começa a novela…

Eu tinha um visto de estudo válido por 1 ano. Então teoricamente meu permesso sairia sem maiores problemas. Se você vem para cá com visto de estudante, é importante saber que se for ficar mais de 3 meses, precisará também do permesso. O bendito permesso é literalmente a permissão para você ficar aqui na Itália legalmente, e ter acesso a tudo. Sem ele você é um imigrante ilegal.

Talvez o meu erro tenha sido ter pedido o permesso via correios. Depois, bem depois, eu soube que poderia ter pedido diretamente  no Ufficio Immigrazione della Questura di Milano (Via Montebello 26) e que lá normalmente o procedimento é mais rápido.

Fato é que pelos correios o meu permesso levou 1 ano para chegar. Como ele só tem validade de 1 ano, e conta do dia que você pediu, quando ele chegou já estava vencido. Então eu tive que pedir (e pagar) pela renovação do permesso mesmo sem nunca tê-lo. Só que a renovação eu pedi em julho…e no outro agosto era férias de novo. Adivinhem? Meu permesso só chegou em setembro!

Com isso, eu não pude sair da Itália nas minhas férias. Porque eu corria o risco de não poder entrar de volta, por ser uma “imigrante ilegal”. Ainda que eu tivesse todos os recibos com o pedido do permesso e da renovação…sem permesso, nada feito. Perdi meu bilhete aéreo para Paris e deixei para trás meu sonho de conhecer Portugal!

Então aos que vem, meu conselho: assim que chegarem dirijam-se ao Ufficio Immigrazione della Questura di Milano e resolvam logo a questão do Permesso. Sua vida ficará muito mais simples!

Links úteis:

http://www.milanofree.it/milano/info/ufficio_immigrazione_questura_di_milano.html

http://www.poliziadistato.it/articolo/1076-Stranieri

http://www.poliziadistato.it/articolo/225-Il_rilascio_del_permesso_di_soggiorno

http://www.ambasciatadelbrasile.it