Tanto mar…

Dia 08 de junho é dia dos Oceanos. E a Lúcia Malla  sugeriu que fizéssemos posts nesta semana sobre a nossa relação com o mar…

Ilha de Páscoa, praia de Anakena. Oceano Pacífico

Ilha de Páscoa, praia de Anakena. Oceano Pacífico

Eu sou carioca. E morei a maior parte da minha vida perto do mar. Indo e vindo da universidade, do trabalho, de saídas com amigos, eu passava em frente ao mar. Da minha infância eu tenho inúmeras recordações que envolvem o Opala amarelo que minha mãe tinha repleto de crianças indo para praia…depois, maiorzinha, indo para praia de ônibus com as amigas. Mais tarde ainda indo de carro.  Lembro do telefone tocando e eu acordando para atender já com a certeza que seria um convite para ir para praia.

Embore eu adore o mar, sofro do “mal de mar” e passo muito mal em barcos. Mas o amor ao mar me fez enfrentar inúmeros enjoos para trabalhar em uma ilha. Só porque era perto do mar.

Tenho o objetivo de conhecer todos os oceanos e mares. Já conheço o Atlântico (dããã), o Pacífico,  o mar Mediterrâneo…falta o Oceano Índico e outros tantos mares.

Aqui em Milão é o mar a coisa que mais me faz falta. O cheiro do mar. O sal na pele.  A vida de quem vive perto do mar…o jeito descontraído, as roupas informais, a possibilidade de estar de saco cheio e ir ver o mar para melhorar o humor.

Viver longe do mar e conviver com pessoas que nunca viveram perto dele é um aprendizado e tanto. Quem nunca viveu perto da praia não tem idéia da falta que ele faz. E os milaneses dizem, sem dó de mim: “em agosto a gente vai um fim de semana para a praia!”

Só em agosto? E só UM fim de semana?

HUMPF!

Anúncios

9 Responses to Tanto mar…

  1. isa disse:

    Ah querida, a portuga aqui compreende-te tão bem… O mar faz falta, o mar inspira, o mar acalma…
    Bjs

  2. Tati disse:

    Nada mais terapêutico que pôr os pezinhos na areia.

  3. Lucia Malla disse:

    Ah, querida, e como faz falta! Vivi muito tempo longe do mar e sei a sensação de vazio q ele deixa. É uma relação muito profunda mesmo.

  4. Allan disse:

    Entendo bem essa sensação. Muito bem, aliás. Infelizmente. :/

  5. Ah, mas eu te entendo perfeitamente. Sinto as mesmas coisas que você. Carioca, crescida pegando onda imagina tendo que viver na Alemanha, longe do mar. No momento qualquer riozinho por aqui já tßá virando mar…rs.

    Um abraco e boa semana

  6. camila disse:

    Cheiro de mar! Não é tudo na vida? E eu sou paulistana! Mas hoje vivo na beira do mar – geladíssimo, mas mesmo assim ainda tem cheirinho de mar!

  7. Aqui em casa todo mundo gosta do mar.

  8. Ana Paula disse:

    Ainda mais aqui no Rio, em que a gente tá cercado de tantas montanhas, e o mar é a nossa única “linha do horizonte”. Eu também, nos poucos anos em que vivi longe do mar, sentia uma falta que eu não sabia explicar. A gente não se dá conta da dimensão que a proximidade do mar tem na nossa vida, na nossa relação com a cidade, com o lazer, com o jeito de viver. E olha que eu quase nem vou à praia, mas passar e ver o mar, pra mim, é fundamental.

  9. rosa disse:

    vim aqui conhecer sua casa nova e olhando posts antigos descobri esse aqui…
    ai, Alline morar pela primeira vez longe do mar está sendo um aprendizado pra mim também, viu?
    mas dói, né não?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: